Mulher sentada olhando as pernas | Qual a diferença entre varizes e vasinhos?

Qual a diferença entre varizes e vasinhos?

 - (0) comentários

A confusão entre varizes e vasinhos é muito comum. Frequentemente, as pessoas imaginam que são problemas diferentes, ou que um é uma evolução do outro, mas não é bem assim. Ambos são parte de um mesmo problema, mas existe muita diferença entre varizes e vasinhos, e saber disso pode ser determinante para o sucesso do tratamento. Saiba mais.

Diferença entre varizes e vasinhos

O que são varizes?

As varizes são veias que têm dificuldade de drenar o sangue (levá-lo de volta ao coração), e acabam ficando aumentadas devido ao aumento de pressão causado pela gravidade. Com espessura de 3mm ou mais, podem ser saltadas, ter coloração esverdeada ou azulada e causar dores, sensação de cansaço e inchaço nas pernas.

O que são vasinhos?

As telangiectasias ou vasinhos são veias pequenas e superficiais coladas na pele, geralmente alimentadas por varizes maiores. Possuem coloração avermelhada ou arroxeada e não causam dor.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, os vasinhos não crescem e viram varizes. Estas, na verdade, surgem antes dos vasinhos: o aparecimento das veias avermelhadas superficiais é um indicativo de que veias maiores, abaixo da pele, não estão bem.

Causas

Tanto as varizes quanto os vasinhos acometem sobretudo as mulheres e são hereditários, sendo a questão genética sua principal causa. Outros fatores que podem provocar ou agravar o problema são o sedentarismo, uso de hormônios (como quem faz uso de reposição hormonal ou de alguns métodos anticoncepcionais), obesidade ou passar longos períodos em pé ou sentado.

Tratamentos

Existem diferentes tratamentos para vasinhos e varizes, a depender do tipo de problema que se deseja tratar e do grau de comprometimento das veias. Para vasinhos e varizes mais superficiais, existem opções como a escleroterapia (injeções locais de glicose, espuma de polidocanol ou outras substâncias que geram um processo inflamatório na veia e fazem com que ela “seque”, tornando-se invisível a olho nu), tratamento com laser (com ação semelhante à das injeções, porém, neste caso, o que faz a veia secar são os disparos de energia luminosa) ou a realização de cirurgia para a retirada de todo o trajeto dos vasos doentes, fazendo com que o sangue passe a circular por veias saudáveis.

Para varizes de maior calibre, o tratamento mais recomendado é mesmo a remoção cirúrgica. Existe a possibilidade de tratar por meio de injeções com espuma ou outros procedimentos secativos, porém o processo inflamatório nesses casos é mais intenso e pode provocar manchas na região. Dessa forma, quando houver indicação estética, o ideal é mesmo partir para a intervenção cirúrgica.

É fundamental ressaltar que qualquer indicação de tratamento para vasinhos e varizes só pode ser feita pelo cirurgião vascular, após avaliação clínica e realização de exames como o ultrassom doppler. A Baza, clínica de imagens no Rio de Janeiro, realiza este e outros exames. Aqui você conta com profissionais qualificados e tecnologia de ponta em aparelhos de ultrassom. Agende seu exame conosco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *